Dicas

Aqui oferecemos dicas sobre tecnologia estética, tratamentos, depilação e saúde.

Acompanhe as nossas informações e esteja sempre atualizado!

Depilação do Rosto?

Tem dúvidas sobre realizar ou não e sobre como fazer uma depilação no rosto?
 
A depilação do rosto, da região facial, é um assunto que gera bastante discussão, causando dúvidas inclusive entre profissionais e dermatologistas.
 
Há um estigma ainda sobre esta prática - mas é uma necessidade real que mexe com a auto-estima de muitos!
Assim como há pessoas que tenham apenas aquela penugem, há também quem tenha pelos fortes, visíveis e grandes nesta região.
 
Há muitos adeptos que depilam seu rosto há anos. A prática é defendida desde que seja feita com cautela, uma vez que tenha cuidado com o produto e a qualificação do profissional, já que é sua realização que pode agredir a pele, causando manchas, feridas e alergias.
 
As técnicas de depilação facial são muitas… apesar de não haver uma técnica ideal para cada área do rosto, é preciso ficar de olho nas condições da sua pele - se é mais propensa a manchas ou tem a pele muito sensível, por exemplo.
 
Para ajudar a esclarecer e facilitar a escolha do método ideal para a sua depilação facial, seguem sua opções:
 
• Pinça: a pinça não deixa marca e só permite que novos pelos nasçam na região depois uns 20 dias. A técnica, porém, exige paciência e é doloroso, já que a extração é feita pelo a pelo. Por isso é mais indicada para regiões com pouco pelo, como queixo, buço e sobrancelhas.
• Cera: o método mais comum e elimina os pelos por aproximadamente 20 dias. Prefira a cera quente, que além de abrir os poros, facilita a remoção e torna menos doloroso. Porém, exija a cera descartável! São comuns, neste processo, inflamações dos poros, queimaduras, manchas e alergias caso a cera esteja quente demais ou sua pele seja mais sensível.
• Linha: Consegue remover os pelos mais finos e fazer uma depilação facial completa, sem deixar marcas. Porém, é das técnicas mais dolorosas. A maior vantagem dessa técnica egípcia – que entrelaça o pelo com uma linha de algodão –  é que ela remove os pelos pela raiz, por isso demora mais até que eles cresçam novamente e ainda evita a incidência de pelos encravados.
• Mola: é uma técnica pouco conhecida e que pode ser aplicada em casa, já que consiste em uma mola que é passada em movimentos giratórios nas regiões desejadas. A mola elimina aquelas penugens bem fininhas, porém é bastante dolorosa e oferece grandes chances dos pelos encravarem.
• Lâmina: essa técnica deve ser recorrida se a depilação for meio urgente, mas é preciso lembrar que dura, no máximo, três dias já que não arranca o pelo, mas sim corta o comprimento aparente, sem tocar na raiz. Além disso, requer cuidados para não deixar a pele irritada ou gerar pelos encravados. E ainda, engrossa o pelo e faz com que eles reapareçam em maior quantidade. 
• Creme depilatório: é muito parecido com o da lâmina. Indolor e fácil de aplicar em casa, os pelos voltam a aparecer em poucos dias. Porém não é muito recomendado para quem tem pele seca ou sensível, pr se tratar de um produto mais forte e pode causar dermatite.
E, por último, mas não menos importante...
• Laser: é o método mais indicado para aquelas áreas em que o pelo incomoda de verdade, afinal diminui a força dos pelos e pode ser definitiva se aplicada progressivamente. Nela, o calor da luz destrói a raiz do pelo, impedindo-o de crescer novamente. Porém, o bom resultado depende de alguns fatores como coloração, grossura e quantidade dos pelos na região. Nesta técnica é imprecindivel que escolha bem o profissional, já que trata-se do rosto e o laser pode causar queimaduras e manchas irreversíveis na pele.
 
E, não esqueça de, independente do método escolhido...
Antes de iniciar o tratamento: limpar bem o rosto, aplicar um tónico para equilibrar o pH e secar bem a pele com uma toalha antes do processo. E, caso utilize ácidos, faça um intervalo de alguns dias antes e depois.
Depois, aplicar algum produto com ingredientes que refrescam e acalmam como aloé vera e camomila.
 
Lembre-se sempre... escolha bem o profissional para que possa ser bem orientado e tenha o melhor resultado possível!